BTS #3 – Zero: Muito mais do que uma valquíria

Share
Então, galerinha da Noveland! Continuando a sessão de postagens Behind the Scenes cheguei com minha segunda xodózinho (fazer o que se prefiro a Hel). Sejam muito bem-vindos ao BTS da Valquíria do Infinito, a Ceifadora da Guerra, Sombra do Cosmos e mais umas seis outras alcunhas. Antes de seguir para a leitura, não esqueça que possuímos Facebook! Curta nossa página para ficar por dentro do conteúdo, além de que logo mais haverão novidades 😀 Também estamos expandindo pro Instagram, então siga a gente por lá também hehe 😉 Bora lá?

Criação e Evolução:

Quem (se de fato existir) acompanha nosso projeto desde os primórdios, sabe que a Saga da Valquíria do Infinito não era da forma que está escrita hoje. Quando a Noveland caminhava, e após eu escrever minha primeira novel, a Sypher (saudades), decidi, por impulso e uma recém-descoberta vontade de conhecer mais sobre a mitologia nórdica, escrever uma. No entanto, eu não queria escrever usando como protagonista algum deus super famoso como Thor ou Odin. Eu queria muito usar algo diferente, e então quando descobri sobre as valquírias, optei em montar uma história sobre elas. A primeira versão se chamava a Valquíria Zero. Abaixo, há a sinopse antiga:
Zero é uma valquíria impaciente. Uma guerreira poderosa. Uma mulher sábia. Sem proficiência nas artes mágicas, desenvolveu o próprio modo de execução, e assim tornou-se a Executora mais poderosa.
Odin, de mãos atadas quanto assuntos políticos entre Aesir e Jotuns, pede para que Zero descubra o que sua filha está tramando, e assim evitar um desastre ainda maior que o Ragnarök iminente. Num universo onde o caos é o soberano, Zero une-se ao mesmo e destrói seus inimigos com o mesmo poder que os criou.
Se analisarmos, a personagem em si não sofreu muuuita alteração. Zero continua sendo uma mulher poderosa. Todavia, ela é um pouco mais paciente, sabe o que quer e procura ir atrás de seus objetivos. Busquei através dela, criar uma personagem forte.
Depois de alguns feedbacks (antes do lançamento oficial e final), descubro que tudo o que tinha feito era uma personagem chata e unidimensional. Bom, claramente botei a mão na massa. Hoje, considero que cumpri meu objetivo:
Zero é uma mulher que não se acanha diante o destino. Não liga para o que homens, deuses, gigantes ou qualquer outra raça irá dizer. Ela busca por seus objetivos de forma precisa, e sabe que no fim, a recompensa é grande para quem se dedica.

Informações Adicionais:

Nome: Zero Idade: Desconhecida. Os humanos em Midgard possuem histórias que datam de um século e meio atrás, todas elas a Valquíria é um componente proeminente e bastante agressivo. Feitos: A Valquíria do Infinito é chamada assim por diversos motivos. Zero, devido a sua alta capacidade de resolver conflitos nos Nove Mundos do Cosmos, e por possuir talento demasiado para guerra, acabou adquirindo fama em cada um dos locais em que passou. Sendo assim, a lista de suas alcunhas é atualmente:
  • Valquíria do Infinito: Adquirida em Asgard, quando Odin percebe que sua valquíria é praticamente um ser onipresente no cosmo, indicando uma vontade especial em estar presente para resolver quaisquer conflitos. Uma infinita disponibilidade, aliada a uma força inesgotável lhe deram essa fama de Infinidade;
  • Ceifadora da Guerra: Midgard. Nada mais justo este ser o nome da mulher que está constantemente ceifando vidas em meio a todas as guerras presentes nas socidades humanas, certo?
  • Júri da Morte: Alfheim. Os elfos, sempre que Zero aparece em seu mundo, convidam-na para julgar seus prisioneiros. Não houve uma audiência em que Zero não executou metade dos acusados;
  • Sombra do Cosmos: Svertalfheim. Os anões e elfos das trevas consideram Zero como uma mulher difícil de ser vista, mas fácil de ser sentida. Todas as suas ações em Svertalfheim jamais foram vistas, mas as consequências foram catastróficas;
  • Muspelheim e Niflheim: Não há alcunhas nestas regiões, pois são isoladas e pouco acontece aqui. Zero nunca pareceu dar importância a essas regiões, e portanto não exerceu sua influência;
  • Apenas uma valquíria: Jotunheim e Helheim pouco ligam para Zero. Tratam-na apenas como uma valquíria comum de Odin, a qual deve ser destruída devido a sua impertinência de forma geral, não por suas ameaças.
  • Víbora de Ouro: Vanaheim. Por ter sido traiçoeira durante a guerra contra os Vanir, adquiriu o nome de Víbora. Como seus cabelos são loiros, adicionaram o ouro para lembrar que nem sem o que brilha é o que merece atenção.
  E é isso aí, pessoal! Conte mais sobre sua experiência com a A Senhora do Fim do Mundo!!

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!